GAVIÃO DE DUAS CABEÇAS

EQUIPE ARTÍSTICA E TÉCNICA

Idealização e atuação: Andreia Duarte
Direção e preparação corporal: Juliana Pautilla
Dramaturgia e cenografia: Andreia Duarte e Juliana Pautilla
Direção e produção de arte: Alice Stamato
Trilha sonora original: Carlinhos Ferreira
Criação e operação de luz: Lucas Pradino
Criação de vídeo: Natália Machiavelli e Daniel Carneiro
Operação de som e vídeo: Juliana Pautilla
Registro em vídeo: Daniel Carneiro, Robson Timóteo, Anderson Chocks, Bruta Flor filmes
Fotos: Fernanda Procópio
Criação gráfica:Daniel Carneiro
 

 

gavião_montagem.jpg

Espetáculo em repertório. Solo de Andreia Duarte. A dramaturgia, assinada pelas artistas, parte do cenário político brasileiro sobre questões indígenas e de um fato real: a vivência da atriz que morou cinco anos com o povo Kamayura no Parque Indígena do Xingu. A abordagem da peça, a partir de um enfoque autobiográfico, alia recursos teatrais e documentais para tocar o público de forma contundente, como um grito de alerta.

 

Um canto de morte convida o público a adentrar no espetáculo. Discursos reais da atualidade política brasileira são costurados pelas falas da atriz, que viveu durante cinco anos na Amazônia. De um lado o discurso urbano-ruralista,
de outro o do índio em prol da sobrevivência e ainda o da atriz questionando o seu lugar no encontro com a alteridade. O gavião de duas cabeças – ave que devora os índios mesmo depois da morte, é a representação do capital: aquele que destrói a natureza pela ambição de um progresso desmedido e o desejo pela mercadoria. Como é possível nos colocar no lugar do outro? O que é essencial para vivermos? Uma obra de resistência poética e política.

 

Link para crítica (Rodolfo Lima)

PRÊMIO

Edital Cena Aberta da Funarte SP, 2016. 

 

HISTÓRICO

jul, 2105 - Cena Curta - “Primavera nos Museus” (Tiradentes,MG)

ago, 2015 - Cena Curta - Espaço Esquyna (BH, MG)

nov, 2015 - Cena Curta - Funarte (SP)

dez, 2015 - Cena Curta - Festival Cenas Breves de Manaus (AM)

abr, 2016 - Espetáculo - Mostra de processo - Teatro de Arena Eugênio Kusnet (SP)

jul, 2016 - Estreia espetáculo na Sala Rennè Gumiel da Funarte (SP)

ago, 2016 -  Estreia no Teatro Marília (BH)

ago, 2016 - Teatro Raul Belém Machado, 1ª MOTEH - Mostra de Teatro e Direitos Humanos (BH)
dez, 2106 -  Espaço Zap 18  - Mostra BH IN SOLOS (BH)

abr, 2017 - Acampamento Terra Livre (DF)

mai, jun, 2017 - Temporada Sala 8 da SP Escola de Teatro - 18 apresentações (SP)

jun, 2017 - Temporada  Oficina Cultural Oswald de Andrade - 8 apresentações (SP)

nov, 2017 - Festival Solos de quintal – projeto do RUMOS Itaú Cultural (Dourados, MS)

jul, 2018 - Teatro de Grant Saint no Festival Le Manifest (Dunkerque, FR)

ago, 2018 - Espaço 28 patas, no MonoFestival (SP)

out, 2018 - Sesc Pompeia, no Encontro TePI (SP)

abr, 2019 - Sesc Taubaté, no evento Abril Indígena (SP)