Artista cênica, pesquisadora autônoma e educadora na área de corpo, musicalidade e decolonialidade na cena. Tem 20 anos de experiência como artista autoral e educadora em ensino formal e não-formal.  Tem formação e atuação artística multidisciplinar, colaborando com artistas de diversas áreas, principalmente nas artes cênicas. Co-criadora, gestora e curadora da Residência Artística da Casa da Pau Brasil (@casadapaubrasilsp)

Ministrou cursos e workshops para grupos, companhias, festivais e instituições como Universidade Federal de Uberlândia/Departamento de Dança (MG), SP Escola de Teatro (SP), Escola Porto Iracema (CE), Festival Le Manifest (FR), Universidade Federal de Uberlândia/Departamento de Dança (MG), Oficinas Culturais Oswald de Andrade (SP), Galpão Cine Horto (BH), Cia de Dança do Palácio das Artes (BH), Teatro Universitário da UFMG (BH), Cefart-Palácio das Artes (BH), Grupos em Trama (BH), Teatro da Pedra (São João Del Rei, MG), entre outros. Foi professora de expressão corporal, musicalidade e interpretação nas instituições SP Escola de Teatro (SP), Unimontes (MG), Cefar (Palácio das Artes, BH), Espaço Cênico Rick Alves (BH), Curso de Artes Cênicas da UFMG, Arena da Cultura (BH). Preparadora corporal e técnica de atuação em vários trabalhos. Prêmios: Diretora indicada duas vezes ao prêmio Usiminas-Sinparc/MG por "Se essa rua fosse minha" (direção, melhor espetáculo e atriz) e "Ode Marítima" (direção e iluminação). O primeiro ganhou melhor atriz e o segundo melhor iluminação. Prêmio Myriam Muniz 2011 (Ode Marítima). Prêmio Ocupação Oi Futuro BH 2013 (Ode Marítima). Fundo Municipal de Cultura BH 2005 e 2007 (Teatro da Figura). Prêmio Ocupação Funarte SP 2016 (Gavião de duas cabeças). Prêmio Intercâmbio Cultural Minc 2012 (Farm in the cave/Praga), Prêmio Bolsa em Teatro LAB-MG para videoperformance EXília (2021), Pr~emio Bolsa em pesquisa cênica desenvolvimento de artigo sobre colonialidade e encenação na peça Gavião de Duas Cabeças, também pela LAB-MG. Circulação: seus trabalhos já foram apresentados em festivais nacionais e internacionais, no Brasil e no exterior: Argentina, Uruguai, Colômbia, Chile, Espanha, Alemanha, França, Itália e Malta. 


Formação

Formação acadêmica: Curso Livre de Teatro (UFOP/1995). Licenciatura em Música (UEMG/2009). Mestrado em Teatro (UFMG/2013). Especialização em Sistema Laban-Bartenieff (Angel Viana/2015). Alfabetização e prática musical (Fundação de Educação Artística/2002-05). 

Formação livre: tem se dedicado, como pesquidadora autônoma, a participação de cursos e grupos de estudos relacionados a arte, colonialidade, psicanálise e feminismos. Fez cursos de teatro físico, corpo e vocalidade com Viliam Docolomansky (Farm in the Cave, Praga), Regina Miranda (Laban-Bartenieff, Rio), Irene Ziviani (Técnica Klauss Vianna, BH), Augusto Omolú (Odin Theatre), Madalena Bernardes (SP), Stephane Brodt (Cia Amok, Rio), Sirah Badiola (Feldelkrais, BH), Marília Rameh (dança popular cênica), Silvana Stein (Rio). Criação cênica (atuação, direção, interpretação e dramaturgia) com Tatiana Stepanchenko (GitisMoscou, BH), Tatiana Motta Lima (Rio), Daniela Carmona (Rio), Antônio Araújo (Teatro da Vertigem. SP), Luis Carlos Vasconcelos (Piolim, PB), Luis Alberto de Abreu (SP), Judith Malina (Living Theatre, OP, MG), II Encontrode diretores (Sérgio de Carvalho, Alessandra Vannucci, Aderbal Freire Filho), entre outros. Estudou rabeca, percussão e dança popular com mestres da tradição Pernambucana (Mestre Salustiano, Mané Pitunga, Luiz Paixão, Moxé, Mestre Walter, Aguinaldo e Biu Alexandre).